Matemática
cagatinha9
14

Leia o fragmento do texto, de Gilmar J Fava, sobre Avaliação Escolar e responda as duas questões propostas abaixo: 1) De acordo com o autor, segundo Moreto; o que deve fazer o professor para que o mesmo tenha sucesso no ensino. 2) De acordo com o autor o que deve significar a avaliação para o aluno Leia o texto abaixo: AVALIAÇÃO ESCOLAR: UMA PROPOSTA PARA REFLEXÃO EM SALA DE AULA Gilmar J. Fava A avaliação e o professor Na avaliação, o professor assume a função de investigar quais as dificuldades enfrentadas pelos alunos, o porquê dessas dificuldades e os meios para superá-las, pois quando se utiliza a informação adquirida para criar novas situações de intervenção é que a avaliação pode ser considerada um instrumento de aprendizagem. Para uma avaliação precisa e segura, são necessários instrumentos, critérios de avaliação e registros que enfoquem as várias dimensões do processo educativo e, principalmente, que se saiba interpretá-los para que se tornem eficazes, pois alguns objetivos planejados que não foram alcançados durante o processo de ensino e aprendizagem, necessitarão de ajustes mediante as dificuldades apresentadas pelos alunos. Segundo Moreto (2000), para se ter sucesso no ensino é preciso que o professor estabeleça claramente os objetivos ao preparar suas aulas, analisando os conteúdos propostos e verificando se são relevantes para o contexto de seus alunos, considerando as características psicossociais, graus intelectuais, capacidade de estabelecer relação do conteúdo ensinado com o dia-a-dia. Assim, a ação do professor deve estar deliberadamente voltada para a promoção da aprendizagem dos alunos, garantindo a todos um bom desempenho em todas as atividades. Para tanto, é necessário que o professor reveja o currículo, o seu plano de curso, o planejamento, as estratégias, os métodos e os materiais didáticos até que consiga os resultados esperados. Seguindo por esse caminho, a auto-avaliação de sua prática pedagógica e da capacidade de lidar com a diversidade dos alunos em situações adversas exige um equilíbrio emocional e atitudes que fomentem a aprendizagem e a prática dessa atividade de aprendizagem. A sala de aula é um laboratório particular para a prática pedagógica e a aprendizagem do educador, pois é seu fazer pedagógico que intensificará a inter-relação com os alunos, começando de onde eles estão, possibilitando a esses alunos estabelecerem uma aprendizagem significativa, como um novo ponto de partida para seu trabalho, e assim entender e usufruir o verdadeiro sentido da avaliação escolar. A avaliação e o aluno Para o aluno, a avaliação deve ter o saber doce do refazer, do recomeçar e não o sabor amargo do fracasso, da constatação do erro. Diante disso, o professor é um degrau para seu aprendiz chegar à sabedoria e o conhecimento deve ser dosado pelo interesse e capacidade da aprendizagem. A avaliação é fundamental para o aluno, quando ele participa do processo avaliativo, interpretando seu desempenho com relação ao desenvolvimento intelectual, procurando superar suas dificuldades e limites, de forma interativa e integrada com o contexto educacional. Com a prática efetiva da avaliação, o professor deve promover a integração e a conscientização dos alunos para aprendizagens essenciais e a autoformação de cidadãos autônomos, críticos e participativos, capazes de atuar com competência, dignidade e responsabilidade na sociedade em que vivem. A prática da auto-avaliação proporciona ao aluno analisar suas atitudes, valores, habilidades e competências, tornando-o sujeito do processo ensino e aprendizagem, conquistando sua autonomia de forma responsável e de confiança, em si mesmo. Ao fazer auto-avaliação o aluno estará: a) analisando e pensando o próprio processo de aprendizagem (como eu aprendi)? (Como percebi meu desenvolvimento)?; b) desenvolvendo um conceito de si mesmo; c) reconhecendo seu próprio esforço para aprender. Nesse sentido, faz-se necessária uma ação transformadora e dialógica, em que o aluno seja parte integrante do processo e não apenas objeto da avaliação quantitativa, com vista a compreender, atuar e transformar seus conhecimentos, de maneira a atender suas necessidades psicossociais e as exigências do mercado de trabalho.

+1
(1) Respostas
formigapirata

a) Segundo o autor, é preciso que o professor esteja apto não apenas a passar um conteúdo previamente programado, mas sim a adaptar tal conteúdo ao aluno em questão, isso com base nas dificuldades e nível de intelectualidade do aluno. Tudo nos leva a uma questão que está relacionada ao tipo de formação com que irá potencializar a capacidade de ensino do professor, na qual o texto sugere que haja uma revisão curricular para assim saber se é necessário haver mais conhecimento em relação a determinadas áreas, tendo em mente os conceito já ditos nessa resolução. b) Segundo o autor, a avaliação para o aluno significa o progresso. Sem a avaliação não é possível medir a qualidade do que foi aprendido, como foi aprendido, se há uma dificuldade especifica em determinado assunto e etc... Como consequência disso há a falta de comunicação correta em relação ao seu progresso avaliativo com o professor, fazendo com que o mesmo tente ensinar o aluno de um modo não adequado para o mesmo consequentemente.

Adicionar resposta