História
karinecalvis
7

como era a economia na época feudal?

+0
(2) Respostas
alinegoncalves1

A economia feudal era essencialmente agrária e com técnicas precárias: arado puxado por gado, baixíssima produtividade, apenas para a subsistência. As terras do manso senhorial eram “indominicatas” ou sem explorador direto, pois a senhoria não trabalhava. As terras arrendadas, manso servil ou tenência, eram “dominicatas”, com explorador direto e num sistema “parcelário”, onde os vassalos camponeses se deslocarem entre as parcelas para cumprirem tarefas. No manso comum ou terras comunais, a posse era coletiva das terras, bosques e pastagens. Esse sistema de economia feudal era fechado e fez as atividades comerciais retraírem nos séculos 6 ao 9. A partir dos séculos 10 e 11, porém, houve grande desenvolvimento comercial e a urbanização, com as quais o feudalismo era compatível. Somente por conta de epidemias e guerras dos séculos 14 e 15 é que a economia feudal entrou em crise. A Economia Feudal era agrária e autossuficiente, dedicada ao consumo local e não ao comércio. As mercadorias eram trocadas por meio de escambo e não de moedas. Sua atividade principal se desenvolveu em meio a um sistema social estamental (camadas sociais) sem mobilidade entre reis, clero, nobres e servos.

jaquelineo2010

Nos feudos, o desenvolvimento de técnicas agrícolas de baixa produtividade impedia a obtenção de excedentes possivelmente utilizados na realização de atividades comerciais. Ao mesmo tempo, os instrumentos de arado e a qualidade das sementes impediam colheitas expressivas. As terras férteis eram dividias entre os mansos senhoriais, pertencentes ao senhor feudal; os mansos servis, destinados à produção agrícola das populações camponesas; e o manso comum que era utilizado por todos habitantes do feudo.

Adicionar resposta